Bolsas de Doutoramento

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes, no âmbito das candidaturas a Bolsas de Doutoramento em Ciências Agrárias

Questão 1: Possuo nacionalidade portuguesa, mas vivo e trabalho num país Africano. Posso candidatar-me à Bolsa?
Resposta: Não, porque as Bolsas a atribuir no presente concurso destinam-se apenas a cidadãos nacionais de países africanos de língua oficial portuguesa ou de Timor Leste.

Questão 2: Sou licenciado, mas não possuo o grau de Mestre. Posso candidatar-me à Bolsa?
Resposta: Sim, se a sua Licenciatura corresponder a um curso superior de 5 anos, tal como consta do Aviso de Abertura do Concurso/Edital.

Questão 3: Já tenho plano de trabalhos de doutoramento, bem como orientadores. Serei obrigado a mudar de plano e de orientadores se a Bolsa me for atribuída?
Resposta: Não, o ponto 5 do Aviso de Abertura do Concurso/Edital destina-se apenas a candidatos que não possuam plano nem equipa de orientação. Ainda assim, um dos orientadores deverá ser um professor ou investigador da instituição para a qual concorre.

Questão 4: Já tenho plano de trabalhos de doutoramento, bem como orientadores. Devo enviar o plano e o curriculum vitae dos orientadores?
Resposta: Não é necessário, porque a qualidade do plano de trabalhos e a adequação e qualidade da equipa de orientação não constam dos critérios de avaliação publicados no Aviso de Abertura do Concurso/Edital. Caso existam, podem ser mencionados noutros documentos obrigatórios a submeter no ato de candidatura.

Questão 5: Já estou inscrito em doutoramento numa das instituições do Consórcio, mas não possuo Bolsa. Posso candidatar-me a este concurso para dar continuidade aos trabalhos já realizados?
Resposta: Sim, se estiver inscrito num dos Programas de Doutoramento mencionados no ponto 2 do Aviso de Abertura do Concurso/Edital e cumprir os demais requisitos.

Questão 6: Irei proceder à entrega da dissertação de mestrado em dezembro de 2020, poderei submeter candidatura ao concurso das bolsas de doutoramento?
Resposta: Sim, se tiver licenciatura de 5 anos reconhecida em Portugal. Para que o grau de mestre possa ser considerado, em fase de avaliação, terá de apresentar a certidão de conclusão do curso até ao final do prazo de candidatura e o respetivo reconhecimento do grau académico e registo da conversão da respetiva classificação final para a escala de classificação portuguesa, se o mesmo tiver sido atribuído por instituição de ensino superior estrangeira.

Questão 7: Se no final do prazo de candidatura não possuir o registo de reconhecimento do grau académico atribuído por instituição de ensino superior estrangeira e registo da conversão da respetiva classificação final para a escala de classificação portuguesa, posso concorrer?
Resposta: Sim, se apresentar declaração de honra em como concluiu as habilitações necessárias para efeitos do concurso até ao final do prazo de candidatura. Ainda assim, a não apresentação da conversão da classificação final para a escala de classificação portuguesa determina a atribuição da classificação mínima (zero pontos) na avaliação (subcritério A3 -Classificações Obtidas).

Questão 8: Se for selecionado para atribuição de bolsa, a Declaração de Honra em como concluí as habilitações necessárias para efeitos de concurso mantem-se válida?
Resposta: Não, para a celebração do contrato de Bolsa é absolutamente necessária a apresentação do registo de reconhecimento.